sábado, 29 de setembro de 2012

"A origem do mundo" - Gustave Coubert
 
 
Quem há de duvidar que o mundo nasce de dentro das pernas de uma mulher?
Ela te faz sentir pequeno dentro de sua própria grandeza.
Te faz pulsar a vida pra depois morreres em delícias.
É ventre, é terra fértil e molhada
onde brota a semente do prazer e da dor.
 

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Gozado.

Gosto,
do gosto,
da gala
que molha
meu corpo
no chão da sala
suspiros cansados
de uma foda interplanetária.

Sede.

Chupar a manga do desprezo,
Vulva molhada do desejo,
Você de pé, a lamber os dedos
Me derreto em gemidos,
Não ouves meus gritos.
No desespero das horas,
Era dor no orifício.
Você enfiava no meu rabo,
Lubrificando lábios,
Sede de porra,
Tesão calado
em cada gota de um caralho.

Fome.


Carne crua

Pensamento mal passado,

Verdade que se come quente.

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Deglutindo...




Bebendo a vida
Pagando a conta,
Pegando a estrada.
em linhas de fuga
Já pareço estar distante,
Mas é só esse ponto de vista,
Tenho novas perspectivas,
Um olhar quase turvo,
A mercê de um futuro
que demora de chegar.

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

condensação e evaporação